Separados por um “e se..?”

15752-tumblr-photography

Sempre que começamos algo novo, ficamos com muitas dúvidas, ficamos nervosos e até um pouco inseguros, daí começam os “e se?”. E se não der certo? E se não for realmente esse o caminho certo? E se eu estiver fazendo tudo errado com a minha vida? (Talvez com um pouco menos de drama, mas acontece). Todos esses são bem comuns, porém o “e se” do qual quero falar é o: “E se eu me apaixonar?”.

No começo do namoro, quando estamos no estágio de “ficar” com a pessoa, esse é o maior medo, ainda mais para os que já passaram por desilusões amorosas. E se ele ou ela não for a pessoa certa? E se eu sair machucado? E se eu magoar ele ou ela? E se, e se, e se? PARE!

Provavelmente a razão de muitas pessoas estarem solteiras hoje, é a de que ficaram com medo. Medo do que poderia acontecer no dia seguinte, ou no mês seguinte e acabaram deixando de viver o hoje. Quantas vezes você já viu a cena de um individuo dizendo: “Desculpa, mas é que não estou pronto pra me apaixonar de novo”, ou “É melhor parar antes que um dos dois saia machucado”. Eu, inclusive, já protagonizei essas cenas e hoje eu percebo como é triste fazer isso. Triste porque estamos nos privando de sermos felizes novamente, nos privando de reencontrar o amor. A vida nos dá uma chance, que mutos pedem, e nós a descartamos sem mais nem menos. É triste e egoísta, pois a outra pessoa pode estar disposta a cuidar de você, te dar todo o amor que há, mas ficamos presos ao “e se eu sair magoado?”. Tudo eu, eu, eu. Não nos ocorre que no fim, nós que magoamos a outra pessoa.

Acabou de me passar algo pelo cabeça. Além de ser triste, egoísta, não damos nem um voto de confiança, na outra pessoa e em nós mesmos. Já achamos que tudo vai ser estragado por alguma atitude nossa e preferimos parar ao invés de tentar nos ajustar e melhorar para que dê certo. Então eu quero mostrar o outro lado do “e se?”, o lado que é o meu preferido de olhar, quando eu preciso.

E se der certo? E se eu realmente encontrei o caminho certo? E se eu achei o amor da minha vida? Esse “e se” é pelo qual vale a pena acreditar e eu tenho certeza que, se muitas pessoas trocassem o “e se eu fizer errado?” pelo “e se eu conseguir?”, ou até o “E se eu me magoar?” pelo “e se eu for mais feliz do que nunca?”, a vida de muitas delas seria totalmente diferente. Talvez teria mais sorrisos, mais amor.

E pode até parecer um pouco sonhador ou até loucura, e não pensa também que estou dizendo pra você querer casar com alguém depois de um mês de namoro, estou dizendo para que quando esse momento chegar, não tenha medo de dizer sim, se arrisque.

A escolha é nossa. Ficar separado pelo pior dos “e se?” ou ficar junto pelo melhor deles.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s